Sexta, 24 de Novembro de 2017
 
    
   
Suinicultura :: Genus enfrenta grave enfermidade dos suínos com tecnologia inovadora
Notícias » EMPRESAS
Genus enfrenta grave enfermidade dos suínos com tecnologia inovadora
2015-12-16

A Genus (LSE: GNS), pioneira mundial em genética animal, anuncia o desenvolvimento dos primeiros suínos resistentes ao vírus da síndrome reprodutivo e respiratório dos suínos ("PRRSv" em inglês), através de uma longa cooperação com a Universidade de Missouri, dos Estados Unidos.

A produção de suínos resistentes ao PRRSv é um avanço significativo na luta contra esta doença devastadora dos suínos, e a Genus pretende investir no progresso desta tecnologia sob uma licença global exclusiva da Universidade de Missouri.

A PRRS é a doença mais significativa e prejudicial da suinicultura, enfrentada por muitos criadores, causando falhas reprodutivas, diminuição do crescimento e morte prematura dos animais. Embora ela tenha desafiado a indústria suína por mais de 25 anos, atualmente, não existe nenhuma cura para a PRRS. A tecnologia tem potencial para eliminar o impacto da doença nos animais, melhorar o bem-estar dos suínos e aumentar a produtividade das explorações, que em última análise, vai ajudar a atender a demanda global por produtos suínos.

Utilizando uma edição precisa dos genes, a Universidade de Missouri foi capaz de produzir suínos que não produzem uma proteína específica necessária para o vírus se espalhar nos animais. Na fase inicial dos estudos realizados pela Universidade ficou demonstrado que estes suínos resistentes ao PRRSv, quando expostos ao vírus, não ficam doentes e continuam o crescimento ganhando peso normalmente. A Genus continuará a desenvolver essa tecnologia, e esperamos que, em cinco anos, os animais resistentes à PRRS estejam disponíveis para os suinicultores. A Genus pretende comercializar a tecnologia através da PIC, a sua divisão de suínos.

Os resultados da pesquisa da universidade foram publicados na revista científica de estudos comparativos, Nature Biotechnology, em 7 de dezembro.

Ao comentar esta descoberta, Dr. Jonathan Lightner, Chefe da Área Científica e líder de P&D da Genus, disse: "A demonstração da resistência genética para o vírus da PRRS através da edição de genes é uma potencial mudança decisiva para a indústria de carne suína. Existem vários desafios críticos pela frente enquanto nós desenvolvemos e comercializamos esta tecnologia; no entanto, a promessa é clara, e a Genus está empenhada em desenvolver o seu potencial. A Genus dedica-se à exploração responsável de inovações que beneficiam o bem-estar dos animais, os produtores e, finalmente, os consumidores.”

O Dr. Randall Prather, distinto professor de Ciências Animais na Universidade de Missouri, disse: "Estamos encantados de ter trabalhado com a Genus e ter descoberto um grande avanço na luta contra esta doença devastadora, que causa o sofrimento de tantos animais ao redor do mundo."

Sobre o Vírus da Síndrome Reprodutiva e Respiratória dos Suínos:
  • A PRRS é uma doença devastadora que pode causar infeção persistente nos suínos e gerar falhas reprodutivas, atraso do crescimento e morte prematura do animal. Atualmente não há cura para a doença, que provoca o sofrimento ou morte de milhões de suínos por ano. O tratamento existente é caro, com eficácia limitada.
  • A PRRS é considerada a doença viral mais economicamente onerosa das explorações de suínos na Ásia, Europa e América do Norte. As perdas financeiras são principalmente devidas ao aumento dos prejuízos por morte, fraco desempenho reprodutivo e aumento do uso de vacinas e medicamentos.
  • Doenças secundárias após um surto de PRRS numa exploração podem reduzir a produtividade ainda mais e levar a custos adicionais. Após um caso de PRRS são necessários testes de diagnóstico e monitorização efetiva para desenvolver estratégias de controlo abrangentes, que normalmente são caras e têm eficácia limitada.
  • No ano de 2006, um caso agudo de PRRSv dizimou populações de suínos em toda a China. De acordo com o Centro de Controle de Doenças Animais da China, no verão de 2006, uma nova variante severa do PRRSv afetou mais de dois milhões de suínos.
  • Um estudo de 2011 da Iowa State University[i] , calculou que o PRRSv custa para a indústria suína dos Estados Unidos US$ 664 milhões por ano, e, na Europa, os números são estimados em[ii] €1,5 bilhões por ano.
Sobre a tecnologia de edição de genes:  
  • A edição de genes permite que alterações precisas sejam feitas nos genes do animal, sem a introdução de material genético de outro organismo. No caso dos suínos resistentes ao PRRSv, pequenas alterações foram feitas para inativar um único gene do animal, que produz uma proteína, conhecida como CD163, a qual o vírus da PRRS necessita para que a infeção ocorra.
  • A tecnologia de edição de genes usada para criar proteção contra o PRRSv não envolve o transplante de genes de uma espécie para outra.









Subscreva a nossa newsletter

 


FPAS - Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores © Copyright 2014 - Todos os Direitos Reservados