Sexta, 24 de Novembro de 2017
 
    
   
Suinicultura :: Comunicado da Comissão de Segurança Alimentar
Notícias » NACIONAL
Comunicado da Comissão de Segurança Alimentar
2015-10-29

A Comissão de Segurança Alimentar constituída pela Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, Secretaria de Estado da Economia, INIAV, DGAV, Direcção-Geral de Saúde, ASAE, Direcção-Geral do Consumidor, APED, CNA, CAP, CONFAGRI, FIPA, DECO, Governo Regional do Açores e Governo Regional da Madeira reuniu extraordinariamente no dia 28 de Outubro para se pronunciar sobre a Monografia publicada pela IARC sobre a relação do cancro com o consumo de carnes vermelhas.

Para esta reunião a Comissão convidou a FPAS que esteve presente com o seu presidente Vítor Menino, a APIC, a AHRESP e a FENAPECUÁRIA.

No seguimento da reunião a Comissão emanou o comunicado que aqui se transcreve:
"A Comissão de Segurança Alimentar reuniu extraordinariamente em 28 de outubro de 2015 com o propósito de analisar a Monografia publicada pela IARC sobre “Carcinogenicidade do consumo de carne vermelha e processada”.
A Comissão reconhece a importância deste relatório como factor de informação dos consumidores, não devendo, no entanto, constituir motivo de alarme.
A Comissão de Segurança Alimentar reforça a importância de uma dieta equilibrada e variada, com hábitos de vida saudáveis de que é bom exemplo a dieta mediterrânea. Neste contexto particular, recorda que o consumo de carne processada deve ser moderado. Relativamente às carnes, salienta-se que existe um número elevado de estudos científicos que valorizam a sua ingestão como fonte de proteínas de alto valor biológico, vitaminas e minerais.

Conclui assim a CSA recomendar:
1-    A moderação do consumo de carne e derivados como parte de uma dieta equilibrada, tendo presente que estes alimentos têm na sua composição nutrientes essenciais à saúde, nomeadamente proteínas, vitaminas e oligoelementos;
2-    A adoção de uma alimentação diversificada e estilos de vida saudáveis como fatores essenciais para a promoção da saúde;
3-    O consumo de produtos nacionais de elevada segurança alimentar, valorizando os produtos frescos sazonais e ainda favorecendo os circuitos de abastecimento locais.

Estiveram presentes os membros da Comissão de Segurança Alimentar, bem como a Ordem dos Nutricionistas, a AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, a APIC – Associação Portuguesa dos Industriais de Carnes, a FPAS - Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores e a FENAPECUARIA - Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Pecuários.

MAM, 28 de outubro de 2015"










Subscreva a nossa newsletter

 


FPAS - Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores © Copyright 2014 - Todos os Direitos Reservados